Gestão de Armazéns

INVENTÁRIO/ARMAZÉNS

A solução passa por minimizar os custos através de operações que controlam os níveis de inventário, rotações de stock, parcelas e totais do custo logístico e custos de manutenção. De notar que o custo de inventário tem um impacto muito importante em áreas como o transporte de produtos, a gestão de armazéns, as encomendas e o serviço prestado ao clientes.

As principais funcionalidades da nossa aplicação de inventários são: colocar materiais em ordem, principalmente aqueles que foram guardados em locais errados, verificar se existem materiais extraviados, identificar materiais que necessitam de reparações e conferir os possíveis problemas nas etiquetas que indicam a localização dos materiais.

Também não nos podemos esquecer que é uma obrigatoriedade que se façam os inventários sem erros, pois estes podem levar a: aumento de encomendas pendentes, aumento de investimento em inventário sem a diminuição das encomendas pendentes, ampla rotação de clientes, aumento e cancelamento de encomendas, falta de espaço suficiente para armazenamento, grandes variações de rotação de inventários entre centros de distribuição, deterioração das relações com intermediários e aumento do número de artigos obsoletos, etc.

Caso se verifique alguma das situações descritas anteriormente, existem medidas que podem e devem ser tomas, tais como: planear o inventário por escalões, analisar o tempo de resposta, eliminar os artigos com menor rotação, analisar a dimensão do pacote e da estrutura de descontos, analisar os processos que realizam o retorno do produto, encorajar e automatizar a substituição de produtos, instalar sistemas de reenvio de encomendas, implementar indicadores de satisfação de encomendas, analisar os elementos da procura do cliente final, realizar um plano rigoroso de vendas e de previsão da procura e oferecer maior visibilidade às diferentes fases da cadeia de logística, etc.